Na longa distancia

Que nos separa

Forçada pelos espinhos

Da circunstancia

Entretenho-me a pensar…

Será que ainda serei a tal?

Alma tão especial

Que das tristes penitências

A que te obrigaste um dia

Te veio desencaminhar…

Não sei

Nem sei se quero saber…

Pois só me interrogo

Por não te ter

Como queria ter

Mas passa logo…

Talvez não seja

Aquele grande amor

De quase morrer…

Mas é o suficiente

Pois mesmo ausente

Sinto-te sempre…

Sempre presente!

Cleo

33 impulsos:

Manuela disse...

...e de todos os ausentes
...és o mais presente...

Lindo, Cleo!!

Beijinhos*
Manuela

O Profeta disse...

É indubitável a beleza em que se transforma tudo o que tocas...


Doce beijo

Vício disse...

são os "espinhos das circunstancias" que por vezes causam duvidas e que não aparecem só numa das partes...

Corvo Negro disse...

Ora nem mais!

A vida, a senti-la já vale a pena.

Bem hajas.

Diva disse...

Sera mesmo o suficiente??? Bom... se a presenca nao for vazia...quem sabe?
Bjs meus

lurainbow disse...

Obrigado CLEO :))
CONSEGUIIIII yupiiiii lol

Olha e sabes tu es e seras sempre a tal ;)

Beijinho esta caliente e lindo o teu blog .

Mui BIEN
Mui Amor caliente ;)

lurainbow disse...

A tal ESPECIAL :)) e UNICA . Pois somos e seremos sempre unicas ...Quando assim o queiramos

lurainbow disse...

A tal ESPECIAL :)) e UNICA . Pois somos e seremos sempre unicas ...Quando assim o queiramos

Oliver Pickwick disse...

Desta vez, seus versos exibem menos melancolia; mais romance, sedução, sentimento e paixão. Aprecio a sua diversidade, Cleo. Tal como a vida.
Um beijo, e tenha a melhor das semanas!

suruka disse...

OLá IMPULSOS

Por nao te ter
sinto-te sempre.

bjs

Márcia disse...

Intenso...
Será?!!!


Beijinhos

Lord of Erewhon disse...

De quem é a foto?

Carlos D disse...

a longa distancia do amor
é o espaço de uma dança
é o tempo de um pensar
é a verdade que um beijo alcança


bjs eum sorriso

Only me disse...

É bom que sintas presente na ausênsia...

Beijos

Vertigo disse...

Talvez,um dos que mais gostei!! E com esta música então...

Menina do Rio disse...

Sinto-me assim...
Ausente
presente
numa distancia
sem fim...

Beijos

marco disse...

que Deusa taaaaaao linda, espero que sejas tu!

JuvePP disse...

Olá cleo,
Continuo a dizer que aqui no teu canto a tua poesia ganha um tom mais intimista. O poema esse está fabuloso. Felizardo desse ser tão especial que te aquece a alma. Parabéns e obrigada por existires. Fazes-me bem. Transmites-me Paz.

Paulo Afonso disse...

beijo AR presente!

Nilson Barcelli disse...

Não haverá muitos amores pacíficos à nossa volta. Sentir a presença, por isso, já nem é mau...
Amores de morrer? Só nos poemas (nos meus, por exemplo... às vezes morro, mas renasço...).
Gostei do teu poema Cleo.
Beijinhos.

Sant'Ana disse...

As contradições do amor.
É bom tê-las: faz tornar tudo mais real. Mas também mais sentido.

Peach disse...

Nem sempre sentir presente é sinonimo de grande amor! mas sentir, já é bom....


beijo

Dias disse...

O escrever permite encontrar, mas tu andas à procura das respostas demasiado cedo (digo eu...)

Abraço forte miuda

Secreta disse...

Sempre , sempre presente ... no teu coração , na tua alma!
Beijito.

Kianda disse...

E depois de tudo e passado tanto e tanto tempo, fica sempre solta no ar a pergunta em jeito de saudade: ainda serei a tal? (já ke um dia fui tudo... terei passado a nada? ou pelo menos a tão pouco...)

kumkaneco disse...

Apesar de ter estado ausente, a tua poesia esteve sempre presente.

Obrigado.
Bjs

mixtu disse...

a distancia faz-nos pensar ou escrever
foi o teu caso...
distanci aausente ou presente?

abrazo europeo

Um Momento disse...

E na presença sentida se abraça a alma incontida no amor que se trava num coração apaixonado

Beijo...em ti
(*)

SAM disse...

Mais um poema maravilhoso, querida Cleo. Vivenciar nossos sentimentos com intensidade é que faz todo o sentido da Vida

"Pois só me interrogo
Por não te ter
Como queria ter..."


Ah e quantas e quantas vezes já nos questionamos?

" Não sei
Nem sei se quero saber..."

Ausência sempre presente....

Bom fim de semana.

Beijos com o carinho de sempre.

multiolhares disse...

lindo
a mente tudo dita
e se ela quer
a presença é perpetuada

beijinhos
luna

Vity disse...

Ola impulsos...

Não pude deixar de sorrir ao ler estas tuas palavras...

São tuas, foste tu que as escreveste, mas podiam ser minhas, não porque as escrevesse tão bem como tu, mas porque as sinto da mesma forma...

Compreendo-te ... oh se compreendo...

Beijos
Vity

Fernanda e Poemas disse...

Olá Cleo, muito belo o teu poema.
Adorei, minha querida .
beijinhos,
Fernandinha

Daniel Aladiah disse...

Querida Cleo
Nostalgia pode não ser amor... aquele amor. Mas há tantos tipos de amor, que sei eu?...
Um beijo
Daniel