Quando o silêncio aparece

Nada murmura...

Apenas segura

Vaidoso

Pequenos estilhaços

De vozes

Que outrora

Corriam velozes

Gastando-nos as horas...

Queimaram-se as palavras

Gastaram-se os verbos

Os adjectivos

Os objectivos...

Escondes-te nas sombras

Que transparecem

Da escuridão

Onde te perdes

Nessa escrita inútil...

Enjoy the silence!



15 impulsos:

Carla disse...

e que belo o silêncio quando acompanhado pelos sussurrros destas palavras
bom fim de semana

Anónimo disse...

Boa noite,

Palavras de ritmo aliterante, as suas...

E, no fundo, também é de intensidade que falamos quando falamos no silêncio... nem que seja a intensidade sonora de nada, aos nossos ouvidos...

Um beijo para si, José

A. Jorge disse...

Gostei muito do poema e do impulso musical!

Um beijo

Jorge

http://vagabundices.wordpress.com/

SAM disse...

Lindo e profundo, Cléo! Escreves tão lindamente!

Beijos com carinho e um ótimo fim de semana

Um Momento disse...

E em silêncio te escuto
Parada fico a olhar a escuridão
Que em palavras sentidas me levam á voz da razão...
Não vale a pena esconder-me pois o silêncio me acompanha em estilhaços guardados na alma...
no coração...

Deixo-te um beijo terno por tão belo momento de reflexão

(*)

O Profeta disse...

Pinturas...alegorias...silencio das tuas palavras...


Doce beijo

littledragonblue disse...

O silêncio é, em harmonia com o momento, uma poderosa arma na vida para vencer e conquistar, para fazer tremer e divagar os nossos medos e inimigos.
Um beijinho meu e votos de um excelente fim de semana.
littledragonblue

Por entre o luar disse...

E por vezes o silêncio torna-se ensurdecedor...:S

Beijinho grande e sorriso*

Sandra Daniela disse...

O silêncio...
Quantas vezes me debato com ele e lendo o teu poema, mais reflicto...

Silêncio... umas vezes companheiro, muitas vezes um inimigo...


Um beijinho grande

Liz / Falando de tudo! disse...

Queimaram-se as palavras...de tanto se falar, sem não ter nada a dizer.
Adorei!
Podes me dizer quem é que canta neste clip que postates?!
Boa semana!

Vieira Calado disse...

Tem passagens muito interessantes,
o poema.
Um abraço

Dias disse...

Incrivel, até num (possivel) "recado" te amestras de verbos, tu és muito boa miuda.

Abraço grande

su disse...

Mas é tantas vezes no silêncio que conseguimos escutar as palavras negras da nossa alma...e deixá-las soltas para nos abandonarem de vez...

Hermínia Nadais disse...

Jogos de palavras... silêncios... beleza...
Também gosto muito de palavras... gestos... e muito silêncio!
Tá belo e cheio de sentido, um sítio ideal para eu visitar.

L i z i disse...

Minha querida e eterna amiga...

As vezes precisamos do silêncio para

ouvirmos os gritos desesperados do

nosso coraçao ..pedindo socorro..

Mil bjos a vc minha adorável amiga

Te amo pra todo o sempre...