Contemplando a inocência...

Em que pensamentos te perdes
Tu criança?
Cheia de sonhos...
Enquanto seguras com firmeza
A rosa vermelha
De sangue
Que do teu vestido se soltou...

No desespero
Deste louco mundo
Fugir...

Daria séculos da minha vida
Para ao teu tornar
E ao pé de ti
Me voltar a sentar...

22 impulsos:

Kianda disse...

Tenho um segredo para te contar:
Colei a "Kianda criança" à Kianda de 22 anos... assim eu e eu andamos sempre, sempre juntas(",)

P.S. - Sou eu na foto!

sveronica disse...

Tem momentosa na vida que sentimos vontade de voltar a pureza de nossa infancia, onde tudo era possivel, bastava fechar os olhos...

Beijinhos

Only me disse...

A inocência de uma criança é a mais bela e pura...

Beijokas

Daniele disse...

Minha tão querida amiga e poetisa Cleo, venho nesse recanto que emana todos os sentimentos nobres regozijar minha alma, na pureza de uma criança, na mais plena inocência.

beijos na sua alma,
da amiga e admiradora
Dani

Sailing disse...

Quem és tu criança?
Porque ris, porque choras...
guarda em teu peito os teus sonhos,
alimenta o teu ser...
brinca e vive,
aprende a crescer.

Como é bom ler estas palavras
Bjs

MIMO-TE disse...

Vim andando por ai, sentindo e provando o que cada um tinha para me dar. Cheguei gostei e vou voltar.

Lindo poema e linda a menina, certamente todos temos ainda um pouco dela dentro de nós.

Deixo mimos

su disse...

A criança não desaparece do nosso Eu que vamos formando, mas por vezes deseja assumir-se e revolta-se contra os muros adutos que fazemos e contra as convenções sociais que fingimos respeitar e aprendemos a não contrariar...o sorriso continua a bater no lugar do coração, que voa como se se tratasse de um milhão de borboletas presas sem destino, tontas tão tontas dentro de nós...
Saudades de não pensar realmente nas coisas que adoecem...
saudades...

Obrigado pelo carinho. Inesquecível sem dúvida.
Um beijo cheio de luz...como se fosse o de uma estrela.

Vício disse...

ela, criança, perde-se em sonhos puros e vive-os intensamente antes que ao tornar-se adulta os manche!

as velas ardem ate ao fim disse...

Que todos os teus sonhos se realizem!

bjinhos

Secreta disse...

Quantas vezes apetece fugir deste mundo que tantas vezes nos sentimos deslocados!
Beijito.

Som do Silêncio disse...

Olá, bom dia!

Já ontem li este post...e resolvi voltar hoje, porque me marcou...
Hoje quando o li de novo...gostei mais ainda!

Lindo*

Beijo Silencioso

Sha disse...

É tão bom quando deixamos que a criança cá dentro se manifeste...

Bjinho e bom fdsemana
Sha

suruka disse...

Gostosa viagem á meninice

eu vou tambem, leva-me sim?

beijo num impulso

Plum disse...

Grande foto!Adorei!***Bom fim de semana!***

serenidade disse...

É sempre possível ser criança, ela está dentro de TI, é só a deixares sair, ouve-a e faz o que ela quer....é tão bommmmmmm

Bom fim de semana.

Serenos sorrisos

Paulo Afonso disse...

Beijo para ti, Cleo

E uma pequenina oferta:

__________

Porquê essa tristeza
de solidão?
Porquê essa água fria
de sal?
Flores são um corpo
e uma rosa vermelha
o teu sinal…

Brincas assim…triste
Nessa água que não te resiste

Na inocência
da tua chama
do teu segredo
escondes o sorriso
escondes o medo…

Obscuridade Translúcida disse...

As saudades de se ser crianças...

Lívio disse...

Tantas vezes ela está presa cá dentro e quando, por vezes, se liberta, ainda arrasta as grilhetas caídas.
Ainda bem que uma vive comigo!

JuvePP disse...

Olá Cleo,
Lindo o teu poema. Reflecte bem o sentir de mãe. O quanto este sujeito poético daria para voltar a sentar-se ao pé do seu mais que tudo amado. Eu adorei. Um poema muito sentido. Parabéns. Tocaste-me. Beijinhos grandes

.o°oO¦¦®PacMan®¦¦Oo°o. disse...

Todos temos a criança dentro de nós, apenas a olvidamos, e quando nos lembramos que ela existe, ainda, dentro de nós, já é tarde... Beijos

sofia disse...

Lindo!
é facil... vou-te contar um segredo, quando te sentires assim, fecha os olhos em primeiro e pensa em ti em miuda, depois volta a abri-los e olha o mundo de forma diferente, senta-te na relva molhada sem medo de sujares as calças, pega numa flor com amor sem pensamentos nenhuns, sorri para quem passa, senta-te numas escadas sem pensares o que vão os outros pensar... rola no chão se te apetecer.
Ser criança é ser tão autêntico e tão puro que nunca vais pensar que os "outros" te estão a ajuizar... aí sim vais tirar partido do momento.
beijo meu e num impulso :)

foryou disse...

Que te impede? Sonhar... diz-te algo?
:)

Beijooo