Tem cuidado com a tua beleza...


Tão alto que é o voo daquela alma
Em liberdade
A caminho do paraíso
Aquele que lhe foi prometido...
Fez dezoito anos na semana passada!
É dona e senhora
De toda a sua beleza
Voa princesa
Voa...
Mas vai com cuidado
Não vá a vaidade
Pregar-te uma partida
E acabares numa qualquer esquina
À toa...
Vendida vezes sem conta
Por qualquer dinheiro
Às mãos de um trolha
De um cangalheiro
Ou de um camionista
Quem sabe!...
Mais tarde
Já muito depois da hora...
Amarrotada como uma folha
E deitada fora
Como um qualquer lixo...
Sentada num banco livre
Daquela avenida
Talvez chores
Arrependida
E te aches mesmo um lixo...
Um lixo bonito!

32 impulsos:

Bouquet disse...

Olá Cleo, a realidade ad vida ali descrita.
Aos dezoito anos, a beleza de uma jovem, a ansiedade de se tornar independente pode fazer com que sonhe voar alto...mas...quanto mais alto ,mais distante estará da terra, da realidade ad vida, e poderá cair magoando-se imenso nesse voo que é a vida!
Obrigada.

serenidade disse...

Verdade, verdade.
Arrasadora verdade com palavras que deixam a marca da ilusão que é o que leva às desilusões.

Bom domingo.

Serenos sorrisos

Anónimo disse...

As esquinas da vida espreitam, sorrateiramente, tantas belezas imberbes - elas só querem viver e divertir-se mas as esquinas sujas querem é corromper - tenham atenção então meninas lindas, viver e divertir é bom e faz bem mas, cuidado com quem só sabe viver em esquinas, e ruas escorregadias... viver sim mas não a qualquer preço!

Excelente este texto Cleo!

Beijinhos grandes...

In Loko disse...

EIIII que chatice esqueci-me de deixar o nome Cleo. Este comentário anónimo é meu!!!

Beijinhos

Ana S. disse...

Muito giro o texto. Abeleza pode ser bastante util mas tambem um bom meio de perdição.
Beijos

Phiwuipa disse...

Foste convidada, por mim, a participar na corrente de amizade :)!

*Beijinhos*

Bom Domingo :)!

José Alberto Mostardinha disse...

Olá:

Um lixo bonito mas... um lixo.

Para que assim se não sinta há que trabalhar, produzir, suar a testa se necessário for.

Um dia, deste modo, poderá sentar-se nesse mesmo banco sem se sentir um lixo mas sim com a cosolação de que tudo fez na vida para mererecer o respeito do seu proximo.

Boa semana.
Um beijo,

Vertigo disse...

Uma curiosidade: estes textos 'fortes',que tu escreves,são inspirados em ti,ou no mundo???

De qualquer maneira,já estou aqui,bem agarradinha à música,a dançá-la como ela mereçe,como TU mereçes*

beijinhos linda :)

©õllyß®y disse...

Olá, li no luso, e achei uma maravinha, este poema, bem real...

Doce beijo

Dias... disse...

Realidades...

Gosto bastante quando te escreves bem negra.

Cool sound

Beijo

O Profeta disse...

Escreves humanidades com o virtuosismo dos pintores...és uma pintora de emoções...

Doce beijo

Juvelina Pereira disse...

Olá,
Um conselho bem realista. De quem te avisa amigo é. Tomara que as nossas jovenzinhas o lessem e não acreditarem em todas as balelas.
O poema é forte. A metáfora da folha de papel amarrotada é muito sugestiva. Beijinhos

Moinante disse...

" ...Subtil realça no seu focar
Destemidas sombras em agitação ..."

Votos de uma boa semana

Menina do Rio disse...

Dizem que quanto mais alto o voo, amior a queda e depois ao chão é dificil erguer-se...

beijinhos Cléo

Secreta disse...

A beleza (exterior), não é de todo o caminho mais fácil para encontrar a felicidade ...
Voltei :)
Beijito.

suruka disse...

Cuidado sim beleza.

Bom o qeu acabo de ler.

boa semana

Belzebu disse...

Excelente poema que retrata a triste sina, de quem muitas vezes se deslumbra com a beleza e o vigor da juventude.

Aquele abraço infernal!

as velas ardem ate ao fim disse...

Um lixo consigo sentir me...

bonito não.

bjinhos

Lívio disse...

Conheço quem do lixo faça coisas belas! Também creio que há coisas belas que não passam de (ou se tornam)lixo!
Espelhos da vida!
Impulsos da alma!

Manuela Fonseca disse...

Uma realidade dentro das realidades mais velhas do mundo... As razões são tantas... Entre elas estará a beleza do Ser?

Gostei muito!

Beijinhos*

marco disse...

ola voltei!

sinto me cansado para interpretar o teu poema, mas sei que esta mt bonito,...como sempre!

beijocas!

Sonhos e Devaneios disse...

um lixo bonito...muito forte esta expressao....um lixo bonito........muito lindo seu poema...beijos joao

A Litttle Fairy disse...

Amei o k li :))

Oi

e a reguila novamente a fada lol
so k exestiu um erro aqui no meu link este sim agora esta correcto . Beijinhos de Fada

http://alittlefairy.blogspot.com/

Foi o little (pequena lol ) k me fez enganar ;)

Isa&Luis disse...

Olá:))

Gostei muito de te ler.

Simples e verdadeiro!

Beijocas

Isa

Obscuridade Translúcida disse...

Inflizmente cada vez é mais a realidade.

Texto muito forte, parabéns.

Fernanda e Poemas disse...

Linda postagem, vim visitar o teu blogue e adorei.
Parabéns,
lindíssimo!!!!!!!!!!!!!!!!!

Beijinhos com sabor a mar.

Fernandinha

Luiz Carlos Reis disse...

Voes alto para que tenhas a visão apurada daquilo que desejas avistar. Olhe para a frente pois o que passou serviu de lição. "As pedras do caminho servirão para construíres teu castelo mais adiante".

Grande beijo no coração! Gostei da trilha sonora e do belíssimo conto.Teu impulso foi sublime!

ORIANA disse...

como é efémera essa beleza que conseguimos ver…

Profundo, como sempre...
Um beijo na alma!

littledragonblue disse...

Vaidade que voa demasiado alto, corre o risco de perder a aerodinâmica e ferir-se numa queda aparatosa.

Um beijinho meu, espero que esteja tudo bem contigo. Já tenho saudades tuas. Desculpa o meu desaparecimento mas isto pra estes lados é só queimar prestanas...

Paulo Afonso disse...

Passei para deixar um beijo!

Lia disse...

Mas a verdadeira beleza é aquela que é visível aos olhos da alma...

Lindo...

Um beijo

Alexandre Reis disse...

Uma beleza
pura e dura!
Como a realidade...