As palavras abandonaram-me…

Deixando-me só
E no seu lugar
Apenas o vazio nu
Cru!

Que me gela por dentro
Congelando-me a alma
O pensamento
Paralisando-me o sentir...

Transformando-me assim
Em pedra...

Estátua viva
Marco da ausência
Em frente da presença
De um lugar vazio
Frio...

Há uma melodia de fundo
Vinda das teclas
De um piano fantasma
Sem dono…

Velho companheiro
De memórias passadas
De derrotas e de vitórias
Do meu e do teu silêncio...

É com ele que eu partilho
Este momento derradeiro
Este meu abandono...


..................................................



Em pausa para reflexão e descanso... voltarei!





55 impulsos:

Cila & Di disse...

Lindissimo poema!
Beijo

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Impulsos. Descanse bastante e retorne em breve para nos agraciar com seus belos poemas.

Um lindo fim-de-semana para você!

Beijos mil! :-)

Por entre o luar disse...

Bom descanso... beijinho e sorrisO*

ZeManel disse...

Olá Cleo
Obrigado pelo convite que me fizeste em tempos para te ler, já que tenho tido imenso prazer nos momentos que por aqui tenho passado.
Ainda agora, cheguei, ouvi e vi o teu vídeo (lembra-me um filme mas não me recordo qual…).
Depois, com a “música de fundo, vinda de um piano fantasma, sem dono, velho companheiro de memórias passadas, de derrotas e de vitórias” … li-te e reli-te com deleite imenso… e constatei que te irás retirar até algures um dia destes.
Fica a saudade da tua ausência e a expectativa do teu retorno…
No entretanto… há sempre uns locais neste mundo blogue por onde te poderei ler e reler. :))))
Bjsss

Ana S. disse...

Pronto! Mais uma vez volto e tu vais embora lol
Bonito poema!
Bom descanso.
Beijos

Nilson Barcelli disse...

Depois deste excelente poema mereces o descanso que desejavas.

Volta fresquinha...

Beijinhos.

su disse...

Piano...

:))

Há sempre tempo para tudo: pauses e avanços. A vida é feita destas coisas. Uma pequena pausa nas letras, nas palavras, ás vezes em nós mesmos e no que pensamos...de modo a fazer-nos regressar mais fortes e sãos de espírito.

Lindo poema.

Um beijinho grande aqui da Teia.

Vício disse...

O ontem passou...
Passou sem que tivesse dado por isso...
O amanhã...
O amanhã nem sei se o encontrarei!
Mas hoje...
Hoje sei que perdi o ontem
Na ânsia de encontrar no amanhã
Aquilo que já tenho hoje...
Não penso muito nisso
Mas...
O ontem passou
O hoje também
O amanhã...
... se vier...
Serenamente... o aguardarei...

"ontem"

JuvePP disse...

Olá Cléo,
Há sempre um "velho companheiro" que nos acompanha e que mesmo na ausência das palavras, entre "silêncios", "derrotas" e "vitórias" se solidariza, diminuindo um poquinho "o Vazio".
Fica bem. Adorei o poema. Profícuas reflexões e regressa breve.

Som do Silêncio disse...

É sempre com prazer que aqui venho, que te leio e que saio encantada.
Não te digo nada de novo, eu sei, mas são tantas as vezes que fico sem palavras quando te leio...

Gostei muito....

Beijo terno

O Profeta disse...

De pequena poça fiz um universo
Feito de sete estrelas do mar
Murmurou-me um búzio ao ouvido
O rumo para te encontrar


Boa semana


Mágico beijo

Algodão doce disse...

Amei este espaço...é lindíssimo!
Se me permitir, voltarei a visitá-lo!
Um beijo

Azul disse...

Olá Impulsos!

Apesar de estar fantástico este teu poema... espero que ele seja mesmo um conjunto de palavras.

Porque... é muito dificil acreditar que as palavras alguma vez te abandonarão. Assim, como creio que tu não conseguirás viver sem elas.

Espero pela tua volta,
Um beijinho
Azul

Cadinho RoCo disse...

Há o momento da ida, há o momento da vinda.
Cadinho RoCo

segredo disse...

Quantas vezes as palavras nos abandonam, a vida, as pessoas...quantas vezes nos sentimos sem força sem energia...
lindo poema

Lyra disse...

Reflectir e descansar são um bálsamo para a alma.

Cá te esperarei...renovada.

Beijinhos e até breve.

;O)

Soraia Barbosa disse...

Lindo poema!
Eu também, às vezes sinto-me assim, abandonada, com a alma vazia!!!

Muito obrigada pela visita no meu flog, se você não se importa, gostaria muito de te colocar em meus links, pode ser?

Abraços!

Vanda Paz disse...

Virás num impulso... eu sei...

Lindo este poema

Beijos

Dias disse...

Bela pianada amiga...

Dificilmente encontraria tão belo até já como o que de palavras e sentires nos ofereces.

Se se alongar o até já, que fiques SEMPRE o melhor possivel, e por favor, abraça-me quando regressares.

Adoro-te Cleo, pela Bloguer de excelencia que tens sido, e pela presença virtual que me és.

Muitissimo obrigada por absolutamente tudo.

Abraço imensoooooo

Secreta disse...

Espero que voltes rápidamente e revigorada!
Por vezes precisamos descansar, dos outros e de nós próprios.
O poema é belo , e revela bem o teu estado de espirito ...
Deixo-te um beijo.

Brain disse...

Aguardando pela continuidade,
De um dos melhores lugares,
Onde se elevam autênticos hinos de liberdade
E de SER!

Demora o tempo que necessitares.
Por aqui ficaremos à espera.

Um Beijo meu.

PS: Não te deixes "abater" por sentimentos e pessoas menores. Tu és e sempre serás BEM MAIS do que isso!

Espelho d`água disse...

Gostei muito, muito sincero...
Vim aqui espreitar

beijoquita

CATARINA POETA disse...

As palavras nos falam e impulsionam nossos desejos...
Lindas e fortes, são tuas palavras!

antónio paiva disse...

...

um belo exercício poético!

(asa palavras não te abandonaram, se assim fosse; não te teriam comparecido à escrita)

:)

boa pausa e boa reflexão.

beijinho.

su disse...

Uma imagem, a primeira, já na Teia...vinda de ti...uma preciosidade.

Um beijo também.

SAM disse...

Minha querida Cleo,

poema belíssimo, como de costume. Forte e sentido intensamente.

Descanse bem para que em brevíssimo tempo retorne com as suas partilhas maravilhosas.

Grande beijo, querida

tempoparaamar disse...

Beijinhos, e até à volta Cleo
Salomé

Desnuda disse...

Volte logo, querida Cleo!

Beijos

Bill Stein Husenbar disse...

Lindissimo

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

Menina do Rio disse...

E na companhia do meu e do teu silêncio as teclas do piano...
Partilhamos tantos momentos que agora o que vai restar será a melodia.

Vou sentir sua falta Cleo. Tire seu tempo e que não seja um tempo eterno e sim o tempo que durar este silêncio...

Um beijo

Um Momento disse...

Pois...
Vinha eu deixar-te um beijo quando me deparo com o teu pensamento enquadrado no meu...
Também eu me vou , mas não sem antes te agradecer por tudo e te deixar um beijo ...no teu coração...


Até já...

(*)

Lyra disse...

Passo por aqui para te ler e reler, o que sabe sempre muito bem!

Aproveito para te desejar uma execelente semana.

Beijinhos e até breve.

;O)

Daniel Aladiah disse...

Querida Cleo
Criadora de beleza, mesmo quando triste... espero mesmo que voltes.
Um beijo
Daniel

Sonho & Sedução disse...

Vai Impulsos... descanse...
Ficarei aguardando sua volta, ansiosa por belas palavras...

BEIJO COM CARINHO

ZeManel disse...

Olá Cleo
Hoje fui ao Luso Poemas ver-te, ouvir-te, ler-te e reler-te (confesso-te que tenho lá ido várias vezes...).
Li “Anoiteci sem saber...” e vim aqui deixar-te umas singelas palavras.
Como é habitual tá lindo…
Será que um dia direi (?)
“…
Fiquei ali
Sentada a um canto
Jogada sem dó
Foi então que vi
A nudez da insignificância
A pequenez de um ser...
Ali
Onde jazem outras almas sós
Despidas de grandezas
E de belezas
Que nada levaram
Que ao pó voltaram...
…”
Tá mesmo muito muito lindo.
A tu escrita toca-me!
Muitos beijinhos

Iana disse...

Cleo...

Depois de um bom tempo sem aparecer, venho eu aqui dizer por que o motivo da minha ausência; Passei dias nublados e com dores na alma, e depois como se não bastasse fiquei doente de cama mesmo... mais estou me recuperando e me sentindo outra.

Só que derrepente encaro-me de frente de um poema que me deixou com lágrimas nos olhos... e não posso deixar de dizer-te isso...

"Levanta a cortina dos teus olhos!
Contempla a maravilha do amanhecer....

A vida é uma criança, esperta, bonita e inteligente!
Passa correndo, é preciso ver!

Acredita enquanto há tempo:
Não existe dor sem alento, nem tristeza tão
longe da alegria!

Quanto a luz de cada dia?
Acenda a vida, iluminando assim o amanhecer"!

Muitas vezes nós que estamos de fora, não sabemos os motivos exactos das dores e dos sofrimentos, e tentamos ajudar com palavras amigas e de incentivos.. querendo de uma maneira ou de outra ajudar a levantar a cabeça daqueles que gostamos...

Por isso, realmente não há dor que dure para sempre!!!
estes dias atrás eu vivi um drama em minha vida sentimental, tudo acabou depois de 1 ano e meio de tanto amor e felicidade...

Vi a pessoa que amava saindo porta a fora da minha vida e da minha casa dizendo k era pra sempre...

O amor falou mais alto e depois desses 3 meses voltamos depois de muita dor e sofrimento...

Mais foi no momento em k eu levantei a cabeça... e acreditei no amanhecer...
Tente...

Beijos mil e desculpas minhas simples palavras
Iana!!!

Paula disse...

Excelente poesia!
Parabéns pelo blog!

Abraço

Jorge Cardoso disse...

poema lindissimo... com a coerencia de quem sabe dizer na sua vez o sentir da alma poética!
e eu...
contruo as frases de onde silvam os ventos no perfume emanado das palavras. nessas palavras derreto a seiva de onde recebi o teu comentário, na crosta de uma árvore enrramada de nós.
obrigado pelas lindas perolas atiradas na melancolia da imagem, em cara metade do eu.

Bjs...

Paulo Afonso Ramos disse...

Olá Cleo,
Belo poema. Fazes-me falta. Já te disse hoje que gosto muito de ti?
Até já!
Beijo

Oliver Pickwick disse...

Reflexão e descanso. Por certo retornará ainda a escrita mais inspirada e refinada.
Aproveite as férias.
Um beijo!

suruka disse...

Ola Impulsos
Boas férias, boa reflexão.
Volta porque sem impulsos a vida não tem sentido.

bj

anatcat disse...

boas reflexões e bom descanço

espererei

bjs

Fragmentos de Elliana Alves disse...

Parabéns pelo espaço e tenha um bom desçanso,bjsssssss e boa noite!!!

Lyra disse...

Olá,

Chegou a atura de eu tirar umas férias :O)))

Entretanto deixei, no meu blog, um “presente” para todos os meus amigos. Espero que gostem!

Tudo de bom para ti.

Beijinhos e até breve.

;O)

littledragonblue disse...

O descanço por vezes é bem necessário, pois a saturação faz-nos cansar as palavras.
Eu de lá vim.
Um beijinho para ti
littledragonblue

Som do Silêncio disse...

Olá Impulsos!

Vim ler-te de novo...gosto tanto!

Aguardo o teu regresso!

Beijo terno

Azul disse...

Boa noite Impulsos!


Tenho passado na expectativa de ver novas palavras.

Deixo-te um beijinho e os votos de que tudo esteja bem contigo.

Azul

TheImpossiblePrince disse...

Mais um belo poema.Parabés.Bjos :)

su disse...

Ando por aqui...vim ver ou escutar a novidade musical e deixar-te beijinhos. Volta depressa! Com vontade, claro!

:))))

ZeManel disse...

Olá Cleo
Vim repousar um pouco no teu espaço, ler-te novamente e ouvir-te (constato que mudaste o videoclip). Ouvir os Dire Straits - You And Your Friend. Adoro os Dire Straits, sabes? :)))))
Bjs e até breve

Iana disse...

Hummm já sinto saudauxas...

Bom descanso

A melhor alegria da vida é
saber que nunca estamos sós, que a cada
momento renascemos para a vida e em
cada renascer brota a alegria de saber que
existem pessoas especial como você

beijos
iana!!!

Sandra disse...

:)

Desejo q o teu descanso te sirva para reflexão uma vez q é isso q pretendes nininha. Até brebe ataum :)

xinhuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuus pa tu da lua

SAM disse...

Vim te deixar um beijo e meu carinho, Cléo

Saudosa...

tempoparaamar disse...

Beijinho Cleo e bom fim de semana.Salomé

Poesia! disse...

olá!
sou adm. do O Fogo Anda Comigo (thefirewalkswithme.blogspot.com)
e gostaria de ser um parceiro seu...
abraços!