Ontem morri um bocadinho...
Tenho um grito mudo dentro de mim
Queria solta-lo
Mas não consigo...

[Queria ser um monstro malvado
Bem peludo e medonho
Capaz de os comer...
Borra-los de medo
Vê-los fugir à minha frente...]

Nesta linha me fico
Cuspida
Como um escarro incómodo
Que se expulsou sem pejo...

Não há perdão!

Não...

Não me vou atirar a esta linha fria
Estender-me nos carris gelados
E esperar que o comboio me trucide
Desenganem-se os que o pensaram
Não me suicidarei por despeito
Jamais
Em tempo algum...
Era o que mais faltava!

[Cá estarei para os ver...
Bater com a cabeça nas paredes
Ninguém me pode negar esse prazer
É meu por direito]

Entre um comboio
E uma estação
Há um apeadeiro sem nome
É nele que eu fico...

A minha bagagem
É pouca
Uma mala de razão...

Sou dona da indignação!

..................................................................


Tenho vindo a ser ofendida por gente "anónima" em consequência de um fórum, para onde o meu nome foi arrastado ainda estou para saber como e porquê...
Acho que deveriam apurar melhor a que cleópatra se referia a pessoa que lançou o lamiré... é que devem estar enganados. De certeza que não sou eu!
Aconselho-vos pois a terem um pouco mais de cuidado antes de julgarem levianamente e erradamente quem não é!

Desafio a senhora desse tal fórum que diz conhecer-me pessoalmente, a olhar para a minha foto ali ao lado e dizer se realmente se trata da mesma pessoa a que se referem com tanta fúria de modo a que se desfaçam os mal entendidos e me deixem em paz e sossego de
uma vez por todas !!!

35 impulsos:

Um Momento disse...

E jamais em tempo algum nos devemos deixar morrer por nada nem ninguém, embora um pouco do nosso ser desfaleça por tanto nos ferir, algo ou alguém...
Linhas , destinos, cruzados caminhos, curtos , longos...
Um dia a mala da razão vai abrir-se e desses destinos surgirão quem tanto outrora com a mão da nossa fugiu,e vazio, será o lugar onde esse algo ou alguém passará a estar e sim...
somos sempre donos da indignação!

Gostei particularmente deste post
Parabéns!

Um beijo cheio de ternura abraçado ao desejo de resto de um bom feriado!

(*)

ZeManel disse...

Cleo
Deves ser muito perfeita na tua actuação no dia-a-dia (?)…
Porque digo isto?
Apenas pelo cuidado que constato teres nos teus textos, som e imagem.
Apenas pela qualidade final do teu trabalho como poeta.
Apenas pelo prazer que nos fazes desfrutar neste teu espaço.

Disseste tu que o poeta é fingidor… :))
Acredito que o seja.
Também acredito que a tua escrita não reflicta as tuas vivências,
Mas reflectirá concerteza o teu estado de alma (?) !!!

Sobre este teu texto que eu ainda voltarei a ler,
Questiono-me sobre quem será,
Os que tu queres ver fugir à tua frente,
Os que tu queres ver bater com a cabeça nas paredes (???).

Claro que adorei. :)))
Beijinhos

Daniel Aladiah disse...

Querida Cleo
Tens todo o direito à indignação. Tudo se paga de uma forma ou de outra, mesmo que soframos com a transformação.
Um beijo
Daniel

JuvePP disse...

Olá Cléo,
Adorei o poema. O sujeito poético terá, seguramente, o direito à indignação, posto que lúcido, com a sua razão, recrimina situações injustas.
Razão pela qual a envocação da morte é uma boa metáfora para a espiação de um objecto poético revisitando essa mesma situação de injustiça.
Beijinhos. Fica bem

Moura ao Luar disse...

Um beijo por cada uma das tuas palavras

Anónimo disse...

Bolas, ainda es mais perturbada do que eu pensava...

Anónimo disse...

sabes porque nao aceitas comentarios anonimos sabes???
porque sabes q e verdade

mentirosa e criminosa

Anónimo disse...

oh
agora dizes q nem es a pessoa em questao queres ver????
ha e mais entao olha la aqui ninguem falou em forum algum???ups.....

Anónimo disse...

ok
se for engano peco imensa desculpa, mas entao ha por ai alguem a copiar o nome....
ja agora conhece algum blog com o nome de casa comum???

sabe e q o esta sra fez foi muita grave grave mesmo acredite.....
fazer de conta q tem filhos e ate por fotos na net, e depois vem-se a descobrir q as fotos nem sao dos filhos q sao filhos sim mas de outras pessoas...
o q voce axa disto?

O Profeta disse...

Imensas palavras...imenso interior...luminoza alma...~


Doce beijo

Puro Lusitano disse...

Olá Maria de Lurdes,

Cheguei hoje da Benfeita onde visitei a Fraga da Pena, local que tanto é do nosso agrado e... mal aqui chego, quebra-se-me o coração perante o teu desgosto.
É certo que, quem usa uma máscara, arrisca-se a ser confundido com outro mascarado! Esta é uma verdade Lapaliciana a que tu já deverias estar habituada. É o reverso da medalha de quem usa um nick: poder ter o nome associado a coisas boas, ou más, praticadas ou ditas por outrem. Não podemos agradar a gregos e a troianos e, mesmo que façamos o nosso trabalho com a melhor das intenções, haverá sempre quem dele discorde. Não somos perfeitos! Vale a pena citar aquele provérbio: "Os cães ladram e a caravana passa". É o que se deve pensar quando as críticas não nos afectam e não devemos perder demasiado tempo com afirmações injustificadas para não cairmos no desânimo que nos desmotiva ou nos coarcta as forças.
Tratei-te por Maria de Lurdes, porque gosto do teu nome - desculpa a minha formação cristã! Quanto à rocha da Fraga foi mesmo baptizada com o nome "Cleopedra", não em homenagem à antiga raínha do Egipto que se suicidou deixando-se morder por uma víbora; mas em memória de uma outra Cleo que não sucumbirá só porque uma simples víbora se pretende atravessar no seu caminho.
Beijos.
Vivaldo

Paulo Afonso Ramos disse...

Olá Amiga,
Se este poema fosse voz, seria um grito estéril… mas nunca indiferente!
Como é um poema, é forte, com muita intensidade e diria uma personalidade própria e decidida. Apesar de alguma tristeza e muita revolta, é um poema que nos agarra e nos deixa “assustados” na espera de um final de esperança.
Define os traços da autora, aqueles que existem escondidos ou descobertos, mas que existem!
(Comentei isto sem saber o que se passava)
Agora que aqui li a nota, devo dizer mais, não sei o que aconteceu, mas tenho a certeza que se há algo de errado não foste tu que o fizeste. Conheço-te pessoalmente e sei que esse coração é preenchido de bondade, amor e rigor. Nunca estarias em coisas erradas.
Recebe assim, todo o meu apoio neste momento de tristeza, que com a tua grandeza saberás ultrapassar, com mais ou menos dificuldade. Estou e sempre estarei contigo!
Beijos de solidariedade.
Beijo de Amizade!

anatcat disse...

indigna-te

indignares-te é teu por direito e há gente que não merece mais que isso

"uma mala de razão" é tudo o que precisas

bjs

Nadja Reis disse...

Gostei desse poema!Eu queria também poder dizer ao meu demonio particular esses teus versos: ''Queria ser um monstro malvado
Bem peludo e medonho
Capaz de os comer...
Borra-los de medo
Vê-los fugir à minha frente...'' bjosss

mundo azul disse...

Os versos são um grito de revolta...Compõe um belo poema!
Beijos de luz e muita alegria no coração...

Vício disse...

acho que te conheço! ;)


(sem resposta até ao momento)

ZeManel disse...

Cleo
Voltei a ler-te e ouvir-te... com imenso prazer!
Digo-te Cleo que perante atitudes menores e completamente insensatas, só tens que seguir o teu caminho…, caminhando com indiferença e menosprezo para quem pratica tais atitudes e, aproveita, vai escrevendo algo com a beleza que nos tens habituado. :))
Bjs

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Impulsos. Gostei principalmente do monstro malvado, peludo e medonho.

Que em seus sonhos esse monstro não apareça.

Beijos mil! :-)

Anónimo disse...

ola
bem pelos vistos foi um engano da minha parte....
dai eu vir pedir imensa desculpa....
mas atencao nao so eu a confundi, mas muita gente o fez, pois o q esta pessoa fez foi grave, muito grave....
mil desculpas...

Secreta disse...

É incrivel como há pessoas que dizem e desdizem sem primeiro se certificarem do que falam , afirmam ...
Tenta não te deixar "abater" por uma situação dessas. Tu sabes quem és e o que és , e nada é mais importante do que estarmos em paz com nós próprios!
Beijito :)

TheImpossiblePrince disse...

Como sempre a escrever lindamente. Quanto ao resto, tenta ignorar.
Bjs

Sandra disse...

:)

Parece q o equivoco foi/está resolvido né?? pelo q li nos comment's anteriores.

É, estas cenas n matam , mas corróiem...

Tens vistos o curral de moinas ás terças?? xoro de rir :)) gandas malukos :))

"e cuidado c akeles moxos q depilam as pernas pa jogarem futebol" - lololllllllllllll

xinhuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuus pa tu da lua

Dias disse...

Amiga, desperdiças demasiado tempo com melgas, mosquitos, moscas e moscardos. É natural que nos afecte mas não devemos prestar-lhes atenção ou publicita-los porque é trazer para a nossa janela gente que se por aqui não está é porque não deveria estar.

Estás bem fixe na photo :)

Seria incongruente assumir Morte num post em que te estreias nas ilustrações interactivas...

Bom Post, bom som, boa Mala.

Bom Beijo

as velas ardem ate ao fim disse...

Olha estou de boca aberta!

Deixo te um sorriso.

bjo

foryou disse...

O poema adorei!
O resto... ignora! Compreendo a tua indignação, mas sabes, Impulsos, ninguém merece o nosso desassossego por tretas idiotas!
Há anos que eu e outros te lêem e a esses de certeza, não passaria pela cabeça fazer acusações sem provas.

Beijinho

ZeManel disse...

Lá diz a sabedoria popular "a verdade é como o azeite ..."
Bjss

Baraújo disse...

uma boa musica a abrir...

uma imagem... q fikei algum tempo a olhar para ela imaginando certas personagens... confesso!

a indignaçao faz parte da vida... mas temos de ser mais fortes do que isso. nao pode ser essas coisas a comandar o nosso estado de espirito

beijo terno

Nilson Barcelli disse...

O teu poema, excelente como é habitual, tem um sentido irónico que gostei particularmente ([Cá estarei para os ver... Bater com a cabeça nas paredes. Ninguém me pode negar esse prazer. É meu por direito].
Como tal, deixa lá os do forum bater com a cabeça... enganaram-se, é natural por causa do nome de guerra comum...

Bfs, beijinhos.

PS: gostei de ver a tua foto, não te conhecia... mas não faço comentários, pois seriam óbvios...

Som do Silêncio disse...

Muito bem!!!!
A foto...SOBERBA!
A música...GENIAL!
O texto...ao teu estilo...FANTÁSTICO!


Beijo grande

Lívio disse...

Deixá-los i-los qu'eles cansar-se-ão-se...

Os cães ladram e a caravana passa.

Mais vale sê-lo que parecê-lo.

Etc.

Bom fim de semana

su disse...

Esquece pois o que vem de baixo não atinge...não é o que diziam antes?! Ainda para mais, pelos vistos enganam-se a atiram pedras assim sem mais nem menos...já se fazia disto no tempo de Jesus Cristo...de atirar pedras e esquecerem-se de que também são pecadores...então quando se enganam...
Bem, seja como for, do teu exorcismo da raiva saiu um texto bem forte. Espero que estejas melhor.
Eu conheço-te da foto...eheheheheh do dia do lançamento do livro da Mel! :))))) Mulher de força e de alma sensível.

Linda, adorei, mais do que isso, AMEI as imagens por poemas que deixaste em ambas as TEIAS. Estão lindos!!!!!!!! Do fundo do meu coração, emocionado e enternecido, MUITO OBRIGADO.

Um beijo suave grande.

Lyra disse...

O direito à indignação há-de sempre assistir-nos!

Adorei o que escreveste (para variar).

Beijinhos e até breve.

P.S.- Obrigada, do fundo do coração, pela força que me deste com o teu comentário!

Paulo Afonso Ramos disse...

Olá Amiga,
Quero deixar um beijo. Como dizia, onde há algo de errado tu não estás. Quem faz algo por maldade, tu não és!
Beijo de Amizade e Solidariedade

PS: Já te disse hoje que gosto muito de ti?

SAM disse...

Querida amiga Cleo,

Texto excelente, como de habitual.

A sua indigna�o tem eco entre os seus amigos que te admiram! Sei o que � ser perseguida, injuriada e caluniada. E o teu grito foi profundamente sentido em minha alma.

Beijo sentido.

Luis F disse...

Amiga li com pena esta tua nota em amarelo e de facto palavras para quê... deixo o meu abraço solidario e ao mesmo tempo a mágoa pelo que estão a fazer. Sinto na pele ás vezes o mesmo.

Deixo-te um beijinho e ao mesmo tempo a força para ultrapassares este obstáculo.

As tuas palavras, os teus poemas, a tua força é sempre maior e vale muito mais que esses cobardes que se escondem debaixo de um nick anónimo.

Com amizade
Luis