Amanheceste no meu pensamento
E por um breve momento
Olhaste-me e sorriste-me
Como se me quisesses dizer algo bonito
Apenas com o olhar...

Vesti-me de ti
Com as lembranças que ficaram
Guardadas nas tuas gavetas
Que não esvaziei nunca

Conversei contigo
Em monólogo
Sobre coisas pequenas
Coisas nossas
Que só eu e tu entendemos

Depois
Peguei-te ao de leve na mão
E levei-te até lá fora
Ao nosso jardim
Para que as visses...
Como estavam lindas as rosas
Aquelas que tu plantaste
Um mês antes de partires...

Sentei-me no nosso banco de verga
Debaixo do nosso alpendre
Deitaste a tua cabeça no meu colo
E ali
No nosso refúgio de sonhos
Que construí para ti
Finalmente dei-me conta
Da tua presença ausente
Que me enlouqueceu a mente
E me faz procurar-te até no pó
E encontrar-te apenas
Nas saudades que tenho de ti...!

28 impulsos:

Vício disse...

eu também gostava de ter alguém assim!

Secreta disse...

Olá!
Depois de algum tempo de ausência , estou de volta.
Continua maravilhoso o teu blog , continua a tocar-me profundamente...
Estava com saudades de ler-te , confesso :)
Beijito.

Pelos caminhos da vida. disse...

Olá amiga!

Tocante,e essa música,fechou com chave de ouro.
Fim de semana iluminado pra vc.

beijooo.

ZeManel disse...

Olá Cleo
Aqui estive eu a ler-te, a ouvir o teu som e a brincar com os teus peixinhos... :)))
O teu texto..., como seria de esperar, tá simplesmente lindo. O Amor!
Bom fim-de-semana.
Beijinhos

SAM disse...

Oi minha amiga querida,

desculpe a demora no retorno, mas estava um pouco desanimada. Agradeço de coração as suas palavras de estima que me fizeram tão bem! Muito obrigada, AMIGA!


Lindo o poema, Cléo...triste porque fala em saudade. Há dias que metade do meu coração é saudade..E a outra também. Está tudo lindo no seu espaço! Como você, amiga.


Grande beijo

Desnuda disse...

Amiga,

Parabenizo-a pela Luza do mês de setembro, você merece todo o bem do mundo. E desejo para você e seus amigos sucesso no livro. Compartilho da felicidade de todos.


Lindíssima a música!


Maravilhoso fim de semana, querida. Beijos com todo o meu carinho.

Por entre o luar disse...

Adorei..=)

Ha uma altura da vida em que apenas deve permanecer a saudade, o que partiu foi porque assim tinha que ser..

Beijo* e sorrisO*

Trapezista disse...

Palavras que fogem do peito... descem silenciosamente a escada, de um sentir... Maior. À superfície do olhar, a flor plantada... no jardim eterno da alma.

Senti(te)... ao ler(te)... um profundo sentimento...
Peço desculpa pela invasão :)

Beijinho meu
Trapezista

daniel disse...

Cleo

Sempre a tua interessante poesia, apreicei e gostei do trecho musical, com que brindas.
Beijos,
Daniel

AM disse...

Belíssimo hino ao amor e à paixão.
"Vesti-me de ti..."- Extraordinário.
É mais uma obra poética de muita qualidade que a Cleo nos oferece... o que eu, desde já, agradeço imenso!
Beijo

António M.R.Martins

Bill Stein Husenbar disse...

E que belo jardim era. Ainda mais com a companhia que seria...

Mas guarde essa presença no pensamento e ela nunca desaparecerá, apenas não se pode tocar nela...

Belíssimo.

Há muito que já não lia algo tão maravilhoso e com o qual me identificasse.

Parabéns.

(Re)Voltarei muitas vezes a esta casa maravilhosa.

Seja bem vinda a:

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

Xabonas disse...

Entrei..... li...observei... e fiquei deliciado com o que encontrei.... obrigada

:-).... continua

Daniel Aladiah disse...

Querida Cleo
Lindo...
Vi tarde o anúncio... parabéns!
Um beijo
Daniel

Pelos caminhos da vida. disse...

Voltei!!

Tem selinhos lá pra vc.

beijooo.

segredo disse...

"vesti me de ti"... lindo texto o teu!
Adorei, a saudade faz parte da vida infelizmente não é?
Beijinho*

Hermínia Nadais disse...

Saudade... é mesmo isso! Uma bela esentida poesia. Beijo

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Impulsos.

Muito linda essa descrição da saudade. Mais uma vez um belíssimo texto.

Uma semana de muito amor para você.

Beijos mil! :-)

Shadow disse...

Fabuloso!!!
Tudo...
A imagem, o texto!

;)

Bjs,
Shadow

HNunes disse...

E são estes "Impulsos", que nos levam à procura do que outrora foi presente e agora ausente.
E num "Impulso", sem que menos esperemos, encontramos o que não procuramos.
Bjos

as velas ardem ate ao fim disse...

Gostava tanto de ter alguem assim na minha vida.estou so.

um bjo

HNunes disse...

Passei para reler e deixar parabéns pelo "Luso", é merecido.
Bjos

Serenidade disse...

É na lembrança dos bons momentos que está a vida vivida com significado, e onde podemos dizer, tal como digo no meu espaço: apesar das desilusões, tenho na lembrança momentos onde fui, me senti amada e amei.

Serenos sorrisos

Iana disse...

Não sei... se a vida é curta ou longa demais para nós,
mas sei que nada do que vivemos tem sentido, se
não tocarmos o coração das pessoas.
(Cora Coralina)

Beijos e obrigada pelo carinho e atenção em meu cantinho, e tenho demorado muito em aparecer, mais o motivo já sabes (saúde) :(

Bjussss milll
trago flores tb
Iana!!!

Pelos caminhos da vida. disse...

Fim de semana iluminado pra vc amiga.

beijooo.

suruka disse...

Perfeito.
Som nostálgico.

À solta, sente-se PAIXÃO no ar.

bj

AF disse...

Maravilhosas as palavras que li.

Beijinhos, muitos.

Nilson Barcelli disse...

"Vesti-me de ti
Com as lembranças que ficaram
Guardadas nas tuas gavetas"
A saudade, a ausência, são dos temas mais abordados pela poesia e, por isso, é relativamente fácil cair no lugar comum.
O que não acontece neste magnífico poema. Antes pelo contrário, as imagens poéticas que criaste são belíssimas e ler este poema é uma delícia.
Parabéns Cléo, por mais um excelente momento de poesia.
Beijiinhos.

Pelos caminhos da vida. disse...

Ganhei vários selinhos e,hoje começei a repassar pra vcs.
Respeito as pessoas que não gostam,mas assim como mereci,meus amigos tb merecem.

O seu está lá te esperando.

beijooo