É na escuridão da noite
À boleia do silêncio
Que me faço ao caminho...

Percorro os becos escuros
As vielas estreitas
Das minhas incertezas
Procuro-me...

Não anseio riquezas
Nem vaidades
Sou feliz
Com a minha simplicidade
Basta-me a paz e a serenidade...

Ouço passos
Escondo-me
Por detrás do meu próprio silêncio
Não me quero mostrar...
Cansam-me os ideais dos outros
As banalidades
As futilidades
Os sorrisos forçados
As grandezas encapotadas
De gente pedante e frustrada!

Permaneço calada
E assisto de longe
Ao decadente espectáculo
Das vidas engalanadas
Enganadas...
Basta apenas um só minuto
E tudo desaba!

De volta ao meu mundo
E à escuridão da minha noite
Silenciosamente
Avisto-me ao longe
Na esquina do futuro
Estou ali parada
Pareço indecisa
Balançando
Entre o ir
... e o ficar...

****************


No próximo dia 27 de Setembro, pelas 15 horas, no Auditório da Câmara Municipal da Amadora, Paulo Afonso Ramos vai lançar o seu livro "Mínimos Instantes", com belas prosas poéticas, que certamente a todos seduzirá.





29 impulsos:

Sandra disse...

:))

mais uma vez nina, n sei q te dizer, talvez q me sinta identificada c o q escreves :) epah, n consigo dizer mais nada :))

Gosto mui do q escreves :))

besituuuuuuuuuuuuuus pa tu da lua

Carvalhal-Miúdo disse...

VERSOS QUE LHE DEDICO

Não tenhais medo...
no seguimento de uma escuridão
há sempre uma nova luz!...

Não mostrais receio...
e não ocultais o ideal
que vos invade!...

Os valores que demonstrais
revelam a qualidade, o bom senso
e a inerência do que desejais!...

Não balançais...
ide no caminho
que deveis percorrer...
sempre com seus próprios passos,
sempre com seu inegável rigor,
sempre no seu indelével sentido!...

Aqui, ali ou acolá...
a sua força mental será, sempre,
realçada... e vingará!...


Parabéns, por mais esta obra poética que nos ofertou.

António M.R.Martins

impulsos disse...

António M.R.Martins

Não tendo como lhe agradecer tamanha sensibilidade e apreço, resta-me pois, deixar aqui mesmo, uma palavra de gratidão e amizade para com um conterrâneo que embora não conheça, já me conquistou a alma e é digno de umas singelas palavras como estas.
Deixou-me emocionada com o seu poema... o meu sincero obrigado!

Cleo

Alice disse...

Uauuu !! lindo demais !! Parabens .

bjussssssss

Pelos caminhos da vida. disse...

Adoro visitar esse cantinho, lindo demais.


beijooo.

Mariana disse...

Entre o ir e o ficar, existe sempre um sentimento de indecisão. Melhor ou pior, cabe-nos a nós decidir o nosso caminho.ainda não tinha visitado este teu cantinho, mas está muito bom,parabéns :)

beijinho

Oliver Pickwick disse...

Bravo, querida [[cleo]]! É por essas e por outras que desde há muito adotei o estilo de vida espartana.
Viva a Cleo! Viva Esparta!
Um beijo!

P.S.: Um euro por seu pensamento na fotografia "eu... sem máscara alguma!" ;)

Shadow disse...

Só quero dizer uma coisa.
És linda!!

Bjs,
Shadoww

Nilson Barcelli disse...

Cansam-me os ideais dos outros
As banalidades
As futilidades
Os sorrisos forçados
As grandezas encapotadas
De gente pedante e frustrada!

Como eu te percebo.
E já ando cansado há tanto tempo como tu...

Mas o teu poema não é uma banalidade, é poesia que dá gosto ler e reler, pela construção, pelas imagens que vais construindo com as palavras, etc., etc.
Parabéns poeta impulsiva...

Beijinhos

Manuela Fonseca disse...

Tão bom balançar entre este teu "ir" e "ficar", Cleozinha...

Este poema toca bem fundo a quem vive "À boleia do silêncio".

Um beijo de voltar***

segredo disse...

"basta apenas um minuto e tudo desaba"... como é real esta frase...
Beijo*

Blood Tears disse...

O nosso silêncio é tão bom.... Recolhermo-nos em nós próprios e somos NÓS!

Não fiques, nem vás, simplesmente, continua... ^^

Adorei!

Blood Kisses

ZeManel disse...

Cleo
Escreves lindamente...
"É na escuridão da noite
À boleia do silêncio
Que me faço ao caminho..."
Gosto imenso ler-te e ouvir o som com que nos presenteias. A imagem é, como não poderia deixar de ser, muito muito bonita.
Gostava de saber escrever como tu :))))
Bjs

Por entre o luar disse...

=) adorei, escreves tão bem:P

Beijinho e sorrisO*

RB disse...

É essa a dúvida da vida: ir ou ficar?

Lyra disse...

Lamentavelmente não me tem sido possível visitar este blog com tanta assiduidade quanta ele merece e que eu gostaria.
Fica, no entanto, a promessa de um regresso em breve para uma leitura pormenorizada.

Até lá ficam os desejos de tudo de bom e um excelente fim de semana.
Beijinhos e até breve.

;O)

P. S. - Nunca me esqueço de ti!

Vício disse...

por vezes um impulso destrói a duvida entre o ir e o ficar...
...resta esperar que seja o impulso certo!

Freyja disse...

Caríssima Cleo,


A identificação que teima em não assinar com este mundo constrange qualquer um. Felizmente, encontramos nas nossas penumbras, silêncios iguais que se distinguem pelo olhar carregado e legendado na expressão, de uns outros que, como nós, vagueiam procurando...


[Gratz pelo Blogue]



Melhores Cumprimentos,

Daniel Aladiah disse...

Querida Cleo
Balouçando estou estando... até sentir que caio para um lado, sem saber se é por aí que devo ir...
Um beijo
Daniel

Carlos D disse...

Nesta escuridão de ideias
onde a banalidade e o rei
temos que encontrar a nossa luz
e é no silencio do nosso pensar
que encontramos a meditação
que alimenta a nossa luz

bjs e um sorriso

O Profeta disse...

Frágil e palpitante luz
A beleza é feita de ternos murmúrios
A voz quebra a quietude do silêncio
A chuva leva a terra ao encontro dos rios

Não há fracassos no sonho
Caminhei nas nuvens para te ver do alto
Abri os braços ao relâmpago
Desci à terra, senti nos pés o frio basalto


Vem comigo escolher o caminho

Bom domingo


Mágico beijo

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Impulsos.

Na escuridão da noite, tudo e todos ficam iguais. Perambulando a procura do caminho certo a ser tomado, porém o melhor é fazê-lo por puro impulso.

B • O • M ♥ D • O • M • I • N • G • O • !


Beijos mil! :-)

instantes e momentos disse...

lindo.
gosto muito de voltar sempre ao teu blog. Gosto daqui.
Tenha um ótimo domingo
Maurizio

suruka disse...

" sermos nós "

Simplesmente, coisa difícil esta.
És linda por dentro e por fora.

Amadora... pena estar tão longe.

bj

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Cleo, maravilhosa poesia, aqui neste espaço Amiga!
Abraços de muito carinho,
Fernandinha

Beatriz disse...

Belas imagens e um poema vigoroso, destes que nos fazem refletir sobre a própria existência.

Apenas pareces indecisa, pois dentro de ti já decidiste entre o ir e o ficar. Que qualquer decisão sempre te leve por caminhos iluminados de amor e paz.

Fica uma estrela dourada iluminando teu sonhar, uma rosa branca na paz da tua semana, e um beijo no teu coração, com meu carinho.

Papoila disse...

Querida Cleo:
Balanço nesse equilibrio debil entre o ir e ficar como um aramista sem rede que trás nas suas mãos o equilibrio entre a serenidade e o silêncio. Ali no meio da corda será que vou? que fico?
Beijos

ImpossiblePrince disse...

Um grande abraço..e tão linda que é a tua poesia.

Pelos caminhos da vida. disse...

Voltei pra lhe desejar um fim de semana com muita luz e paz.
Um gde abraço amiga.

beijooo.