Eu
Pecadora
Me confesso

Sim
É verdade
Quebrei todos os votos
Que te fiz por amor
Num impulso de fraqueza
Que me inquietou a alma...

As promessas
A dedicação plena
De só a ti pertencer

Desculpa-me Senhor
Mas não consegui

A tentação foi maior
E rendi-me ao desejo
Pois queria tanto conhecer
O paladar do pecado
Queria tanto saber
Se era doce ou amargo
Ousei
Provei
E... gostei!

Juro-te que falo a verdade
Nem sequer
Te rogo o meu perdão

Pois se pequei
Se vendi a alma ao Diabo
Num acesso de loucura
E paixão
Castiga-me por favor
Eu sei... bem o mereço!

Senhor...

Nada mais poderei fazer
Pois tudo o que eu fiz
Foi de total e livre vontade
Insana entrega
No leito da luxúria
E no deleite
Dos prazeres da carne

E sabes Senhor
Vou-te confessar um segredo
Não conheço melhor sabor
Do que o sabor do pecado
Pisar o risco
E ousar
Desafiar os limites
Do certo e do errado

Por isso
E se ainda me quiseres
Senhor
Terás de me partilhar
Com o demónio que me possuiu

Carregando com o peso do meu segredo!

E este desejo...
Que ainda me escalda a pele
Por debaixo deste hábito
Que encolheu
E já não me chega
Para me livrar da queda
Na alcova da tentação

Aqui estou
Senhor
À mercê do teu castigo
Pela minha redenção...

26 impulsos:

ci disse...

Bela prece...

beijo da ci

Gleidston dias disse...

Aqui estou
Senhor
À mercê do teu castigo
Pela minha redenção...

Toda a construção do poema é belissimo, mas esse final é arrebatador,parabéns.

otimo fim de semana pra voce.

bjsss

Waldorf disse...

Porra!
És mesmo santinha!

Secreta disse...

Há pecados que não merecem castigo.
Beijito.

Hélder disse...

Perfeito! Desde a foto à rima, da mensagem ao sentimento!

Beijinhos.

Statler disse...

Lindo, parece uma oração!!

AMEN
os beatos e beatas vão adorar, daqui a nada os testeminhos de fé vão imperar.

Bahhh



Admiro-te Waldorf, a tua memória permitiu lembrares-te do caminho para aqui! A minha já deixa muito a desejar.

Menino-Homem disse...

tem uma “coisinha” pra você no meu blog... corre lá... abraços!

Gothicum disse...

"Afortunado realmente é o homem conhece precisamente e a si mesmo, e tem uma noção correta entre o que ele pode conseguir e o que ele pode usar."
(Henri Cartier-Bresson)


.."The Inforgiven"
A tua escrita é mesmo assim...impossível de esquecer...e imperdoável quando o deixar de escrever. Quanto à música nem faço comentários...porque será. Bjs de alma .

Carlopfler disse...

Fantástico, amiga!!!
A Vony tinha toda a razão!!!

Beijinhos :)*****

Francieli Rebelatto disse...

Tuas palavras não precisam de castigo...O ritmo de tuas palavras carregam sentimentos, verdades...de resto o que não é pecado?

Beijos

ZeManel disse...

OLá Cleo
Já agora aproveito e também "Eu
Pecador Me confesso... Quebrei todos os votos Que te fiz por amor Num impulso de fraqueza Que me inquietou a alma..."
Lindo como sempre, as palavras, o som e a imagem. Absolutamente lindo!
Beijinhos :))

Mel de Carvalho disse...

Cleozinha linda, peca à vontade, rsrs. mas não te confesses a nós, blogueiros, que somos na maioria, agnósticos ... digo eu, sei lá. arranja um padre...

Beijitos e boa semana
Mel

Nilson Barcelli disse...

Quem foi o padre...? eheheh...
Por que será que o que é pecado é quase sempre o melhor...?
Belo poema cara amiga, consegues vestir qualquer pele, seja ela de freira ou de outra personagem qualquer.
Boa semana, beijo.

Waldorf disse...

Se ela pode ser freira eu posso ser padre!

Minha filha, ajoelha e reza!

Venha a nós dois a Paz, paz, paz, paz!

Statler disse...

"Se tiveres vontade e me quiseres dizer alguma coisa sobre o que escrevi, diz... estou aqui para te ler também."


- Estou-me a conter, estou-me a conter, estou-me a conter, estou-me a conter!!!

ufff, parece que desta vez consegui.

Trapezista disse...

Simplesmente... Fantástico! :)

Inês disse...

Querida!
Este mundo é tão pequeno e quando as pessoas tem esse "sopro da alma" cujos "ecos" de uma "medusa encantam...nunca se esquecem.
Obrigada por estares de volta!
É bom ler como ainda te despes em gritos tão silenciosos.
Eu vou aparecendo...muito de vez em quando...quando já me sufocam estes silêncios em gritos tão pouco sonoros.
Um beijo...adoro a tua pureza...as tuas palavras nuas...não são CERTAMENTE um pecado.
Se for...
IC (a mesma de sempre)

Sant'Ana disse...

Regresso em boa hora. Em boa oração de quem sabe usar as palavras.
Como elas devem ser usadas, bem usadas, verdadeiras. Porque de ti, de dentro de ti. Não umas quaisquer tiradas de outros amores, sonetos emprestados.

Tu és fonte. E a água das palavras obedece-te para incendiar o que vai no teu peito.

Um beijo, saudades, muitas.

Mª Dolores Marques disse...

Cleo,é caso para dizer que o "pecado mora ao lado"?

Adorei este poema...

Até qq dia

Gostei de te conhecer

as velas ardem ate ao fim disse...

Gostava de ver quem era capaz de atirar a 1ªpedra...um bjo

vagabundo disse...

Perdão?
Fraca carne impulsiva
por inquieta lasciva
que não soubeste conter.
perdão?
e a promessa que fizeste
e pelo desejo esqueceste
de só a mim pertencer?!
desculpar-te?
por ao Diabo te teres rendido
e ao pecado cedido
caindo-lhe na tentação?...
teres ousado provar
e ainda achá-lo doce e gostar...
esquecendo a jurada dedicação???

Tu,
que insanamente te entregaste,
e com os prazeres da carne te deleitaste,
pedes-me agora perdão?
Tu,
que os limites pisaste,
e o pisar do risco saboreaste,
queres agora redenção?

Vou-te castigar sim!

agora que o hábito te encolheu
a pele te escaldarei eu
com o meu inchado bordão...
por raiva do demónio me ter enganado,
e primeiro que eu te ter levado,
para a alcova da tentação.
amargo sabor adocicado
por cumprido desejo com pecado
sentirás quando eu te possuir...
partilhada com ele pois serás,
e hábito por certo não mais usarás
que dia e noite irás nos servir.

Eu te absolvo...
A...mim!

Mαğΐα disse...

Olá Menina Impulsos,

Fizeste-me lembrar "O Crime Do Padre Amaro"...

Hummmm...
Tenho pra mim que nem sempre na confissão se consegue a redenção, basta lembrar o que aconteceu com a Amélia...

Daniel Aladiah disse...

Querida Cleo
Não falando por Ele, diria que esse amor carnal poderia não ser pecado, se for a somatização do amor...
Um beijo
Daniel

su disse...

Versão feminina deRégio?! Saias bem conseguidas! :)

LORENZO MONSANTO disse...

E existe essa coisa do pecado?

Hermínia Nadais disse...

Puxa!... está forte demais... faz-me doer o coração. Não quero que simules felicidade... mas que sejas realmente... muito feliz.
Beijo