Já se passaram vários dias
Desde o último
Em que por aqui
Fui vista...


Sei que ainda me esperas
Na curva dos dias curtos

Na orla do tempo
Onde o sol desaparece
E o frio se acentua


Não desistes
Insistes!
E resistes
Na tua espera
Porque tu sabes que eu volto...

É verdade
Volto sempre...

... na volta
De um instante qualquer
Entre um ontem
E um amanhã...

Bem sei que não te conheço
Mas hoje sou eu quem te espera
Desafiando o desconhecido

Ousando pisar ao de leve
Os calos do teu desejo
Espicaçando-te a vontade
Que permanece
Que ainda espera...
E onde quase desespera.

Talvez mais logo
Me encontres
No desassossego
Da tua espera...


... sentada nas brumas da madrugada
Entre as margens de um rio
[por onde correm selvagens e livres,
as minhas singelas palavras]...

Não te conheço
Não me conheces
[mesmo pensando que sim
... quando de mim te apoderas, e me fazes tua...
com esses teus olhos gulosos,
que me penetram até à alma
e me devoram a medula dos poemas...]

31 impulsos:

gothicum disse...

"Hoje, não poderia conceder demais à minha desconfiança, visto que, agora, não é tempo de agir, mas apenas de meditar e de conhecer." [René Descartes]

Eu também não te conheço(fisicamente) mas adoro simplesmente o que escreves.

Vício disse...

o conhecimento é relativo!
por vezes julga-se conhecer na totalidade alguém que tem muito mais por descobrir e outras julgamos não conhecer quem se mostra na totalidade...

A. Jorge disse...

Simplesmente fantástico. Li, reli, acho que vou ler outra vez e tenho a certeza que não me cansarei!

Um beijo

Jorge

Gata Verde disse...

Por vezes nem nós nos conhecemos!

Beijocas e parabéns por mais um belo poema

ImpossiblePrince disse...

Mais um belo poema.

Beijos e continua a escrever para nós :)

Oliver Pickwick disse...

É como naquele filme, "nunca te vi, sempre te amei". A diferença é que a sua poesia tem acessórios mais preciosos, como, por exemplo, "na curva dos dias curtos..."
Um beijo!

Rafeiro Perfumado disse...

Eu prefiro esperar numa recta, as curvas têm pouca visibilidade e ainda levo alguma panada...

Beijo!

Cila disse...

Lindissimo poema...como já nos habituaste!

Beijo

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Impulsos.

Linda poesia.
Tua escrita me encanta.

Belo fim de semana.

Beijos mil! :-)

Daniel Aladiah disse...

Querida Cleo
Enleios dignos de uma princesa de rosto escondido, apaixonada por um vulto que passou na noite iluminada pelo luar do amor...
Um beijo
Daniel

NOVO MUNDO disse...

Belo blog é a peimeira vez que entro aqui adorei.
Um boa semana e felicidades.

Por entre o luar disse...

Um poema que se poderia aplicar a qualquer um de nós... foi bom vir até aqui*

Beijìnho*

segredo disse...

Lindo, lindo ,lindo!
Vou ler de novo mimha querida!
Beijinho

Pelos caminhos da vida. disse...

Lindo poema amiga!

Estive ausente por uns dias,agora estou de volta,vim aqui agradecer sua visita e convidar vc para ver o post especial que fiz lá para vc.
Boa noite.

bjs.

joka disse...

Olá.
Muito obrigado pelas tuas palavras de carinho.
Acredita que me souberam muito bem esta manhã, deram-me um pouco mais de vontade e de coragem.
Obrigado.

J.A

O Profeta disse...

FAntásticas imagens sublime poesia...


Doce beijo

Rouxinol de Pomares disse...

Olá. Não fui bafejado pelo dom da escrita.Contudo, já tive o privilégio de a Cleo deixar um comentário poético no meu blog. Resta-me passar por aqui e admirar. Os meus parabéns pelo que escreve. Tomei a liberdade de colocar um link no meu blog para os Impulsos. Até sempre.
Rouxinol de Pomares

TRÍPTICO(POEMAS)FERNANDA disse...

Olá Amiga, visitar este cantinho é levar na alma a puresa da boa poesia... Beijinhos de carinho,
Fernandinha

as velas ardem ate ao fim disse...

Tu és unica!

um bjo

In Loko disse...

"E no manto da noite onde os brilhos das estrelas se tocam, se dão, os fluídos vindos das entranhas pela suavidade das mãos desvairadas, tudo se unifica nas vozes do desejo despertadas".
Adoro ler a tua sensualidade... e este teu conhecido sopra o sorriso em sabores de carne... de feitiço!!

Há quanto tempo não te lia Cleo, amiga boa... este teu poetizar sensual é alegria imensa para mim!

Beijinhos muitossss

Momentos disse...

Na espera...no reencontro...a chegada...
O conhecer...ficará no coração tal qual uma longa estrada para ser percorrida e explorada...
Belo Impulsos...
Cada palavra mais intensa que a outra...
Adorei

Deixo-te um beijo com muito carinho

(*)

suruka disse...

Olá Impulsos.

Lindo jogo de palavras.
Arrepio-me com a imagem de costas
brancas, quase gélidas.

Olhos gulosos, será comigo?

bjs

Secreta disse...

" Não te conheço
Não me conheces "
E no desconhecido que vos une, reside a magia.
Beijito.

JOCENDIR CAMARGO disse...

Insisto e nunca desistirei, estarei sempre aqui a te ver, imaginar-te em teus escritos, belos, lindos, cativantes, envolventes... um beijo com meu carinho...

Carlos D disse...

É a beleza das palavras
de quem escreve porque liberta
parte de quem é,
e de quem lê porque se apodera
dessa parte aqui deixada,
e dessas pequenas partes
descobre um todo.

bjs e um sorriso

Gleidston dias disse...

O perfume das suas palavras se apega em mim,e nelas deslumbro toda sua essência, lindo poema.

beijos.

Jorge Cardoso disse...

a espera é uma arte e ainda mais deliciada pela palavra de qualquer madrugada, gotada de orvalho amoroso em poesia. Lindo!!!

obrigada pelo teu doce comentário!
agradeço em meu nome e no da anja, que para os lados de moçambique contracenou este Dueto comigo.

beijinhos....

SAM disse...

Querida amiga Cléo,


Primeiro lhe agradeço pelo carinho e a gentileza do belo vídeo que deixou no Sam. Coloquei-o também no Desnuda! Ficou lindo!

Quanto aos seus escritos, são sempre de excepcional qualidade pelo seu talento. Que maravilhas nos brinda sempre com envolventes sentimentos que penetram na nossa alma, balançam nossos corações e enriquecem o nosso saber. Então, temos muito de ti, pelo muito que tem de nós, nesse encontro de sentimentos que se afinam e assemelham-se. E assim, nos conhecemos, desta forma linda, puramente sensorial que se materializa não só através dos seus textos, mas da sua enorme sensibilidade e talento que descortina a personalidade de uma grande mulher.



Foto e música...Maravilhosas também!

Grande beijo, querida!

Nilson Barcelli disse...

Cara amiga, este será um dos teus melhores poemas, se não mesmo o melhor (ainda que eu não os tenha lido todos).
Os meus aplausos poeta, estás mais uma vez de parabéns. E desta vez mais ainda...
Beijinhos.

Carla disse...

e nesse desconhecido me perco...e por vezes me encontro.
Sempre belas as palavras que aqui deixas
beijos

Carla Costeira (Carlopfler) disse...

Querida e amiga Cleo!
Fiquei deveras FELIZ e emocionada com o destaque que fizeste ao meu livrinho! Muito, muito obrigada,de coração, amiga!!! :))
Depois... ainda mais encantada fiquei quando li este poema tão belo... tão sublime! Fico até sem palavras mediante tamanha beleza poética! PARABÉNS!!! Ah... para quando um LIVRO teu??? Pensa nisso!!! Escreves tão maravilhosamente bem!!! os teus fãs merecem isso!!! Vá lá... faz isso por eles! está bem?
Beijinhos e xi-coração do tamanho do teu talento!!! :)*****