Pudesse eu voltar atrás
Por um instante que fosse...

Voltar àquela página
Que deixei em branco
E vasculhar os versos
Do poema que não te escrevi
Mas que
Mesmo assim
Te ofereci...

Nem percebeste
Que era poesia
O que ali estava
Bem à frente dos teus olhos
Ao alcance dos teus dedos
Mas tão longe do teu sentir...

E inconscientemente
Leste-o na minha pele
Com as palmas das tuas mãos
Como se o tivesse escrito em braille
Mas não o entendeste...

Pudesse eu voltar atrás
Parar o tempo
Por um instante que fosse...

E corrigir as rimas
Sem sentido
Desse estranho poema
Que me marcaram a alma
E me secaram a fonte dos afectos...




45 impulsos:

segredo disse...

Será que se pudessemos voltar atrás mudariamos muita coisa??? Não será essas vivencias que nos tornam o que somos hoje???
Não queiras voltar atrás... aproveita para aprenderes com o passado;)
Beijinho*

Cila disse...

Que poema lindo...adorei cada frase, deliciei-me a lê-lo!
Beijo

Por entre o luar disse...

Há momentos em que penso exactamente assim.. ai se eu pudesse voltar atrás... mas sinceramente acho que começo a desistir dessa ideia, voltar atrás para quÊ?
se assim aconteceu temos mais que aceitar e seguir em frente:)

beijo e sorrisO mega:P

Paulo Afonso Ramos disse...

tu és poesia, desenhada, no teu universo. quem não souber, não te poderá merecer e tu, encontrarás o caminho que mereces percorrer!
beijo poema

PS: Já te disse hoje que gosto muito de ti?

daniel disse...

Cleo

E "se eu pudesse voltar atrás", talvez as coisa acontessem de outra formas, mas não teria a experiéncia da beleza, que imprimo à minha poesia de hoje!...
Beijos
Daniel

Som do Silêncio disse...

Boa tarde

Mais um texto lindo, mas isso já é de esperar.
Tu tens magia nas palavras....e é delicioso ler-te!

Bjs,
Som

JuvePP disse...

Cleo,
A Marcha do tempo é em frente. O Passado marca-nos até mesmo nos afectos. Dói mas deve ser ultrapassado. Somos ciclos de vida e temos de reaprender a viver, a sentir e a amar em consonância como o novo ciclo. Teimamos deitar um olhar ao Passado e, quase sempre, este é um olhar triste e dorido.
Beijinhos. Fica bem

Vício disse...

se caires 10 vezes... levanta-te 11!
há sempre alguém com a mão estendida para te ajudar a erguer...

Secreta disse...

Se pudessemos voltar atrás ... que bom seria...
Beijito.

Secreta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Branca disse...

Linda, atrás não podemos voltar...
Mas, por vezes, apetece tanto, não é?!
Pois é...

Contudo, podemos sempre caminhar para a frente e fazer por não repetir as mesmas rimas sem sentido...
E assim já não teremos vontade de voltade atrás, se calhar...

Beijito :)

Nilson Barcelli disse...

O poema é excelente cara amiga.
E lido ao som dessa belíssima canção ainda fica melhor.

Beijinhos.

Esmeralda disse...

Tenta parar o tempo e voltar atras.
Tenta!
Se não tentare, nunca saberás se o tempo pára e a tras dá para voltar...

beijocas

Vieira Calado disse...

Vejo aqui um espaço muito agradável.
Bom fim de semana

Manu Almeida disse...

Invadi...
Se bem vinda retornarei... Ki lindo o q escreves...
Consegues traduzir em palavras, Sentimentos...
Perfeitamente primoroso!
Se soubesses q traduzistes minh’alma...

Grata...
:)

BjOs!
Manu!!!

NAELA disse...

Voltar àquela página
Que deixei em branco
E vasculhar os versos
Do poema que não te escrevi
Simplesmente deixo que a folha em branco desenhe os teus versos tao bem escritos!
Beijo doce

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Impulsos. Voltar atrás e reescrever a página com novos verbos e novos sonhos... Seria maravilhoso.
Mas caminhando para frente, podemos, pelo menos, mudar algumas "rimas sem sentido".

Excelente fim de semana.

Beijos mil1 :-)

suruka disse...

Ainda há analfabetos que não
sabem ler o corpo de uma mulher ?

O pior é que... Nem com computadores oferecidos, vão lá.

bj

suruka disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Xinha disse...

Pudesse eu .. saber escrever da forma sentida e apaixonada como tu !!

Amei este poema...
Absorvi cada palavra !! 5 *****


Xi-coração

Sandra Daniela disse...

Mais um belissimo poema!!

...se pudesse voltar atrás...!!!

não creio que alguém que escreve desta forma consiga alguma vez "secar a fonte dos afectos"

Deixo um beijinho e não volto atrás!

Xabonas disse...

... dei uma vista pelos teus poemas e adorei...com ainda adorei mais as gravuras que os acompanham...

...só tenho uma coisa a dizer...nunca pares... porque a vista tb come... e eu tomei o pequeno almoço, almocei, lanchei e jantei...isto tudo ao mesmo tempo.......:))))..beijoooo

Shadow disse...

Soberbo!

Bjs
Shadow

RESSACA disse...

Aqui nasceu o Espaço que irá agitar as águas da Passividade Portuguesa...

muguet disse...

vim aqui soprar-te um beijo roubado ao tempo, cheio de sabor a muito carinho...

simplesmente lindo este poema!!

será que vale a pena voltar atrás por quem não lê as nossas palavras?

será que da tempestade é possível atingir a paz? ou será que essa paz não é sempre uma paz guerreira que se tenta aguentar a sí própria...

será que não são as tempestades que desenham o nosso ser hoje? não será através delas, dos saltos, dos picos, das lágrimas e dos sorrisos que criamos o nosso sentir, a nossa forma de viver, a nossa cor, a cada momento?

uiii...tantas perguntas... desculpa, não era essa a intenção... :)

beijo grande minha querida e doce amiga, sabor a sol de verão, que chega a todo o lado, quando abrimos as janelas.

Ana S. disse...

Quantas vezes não desejamos voltar atrás e mudar tudo?
Infelizmente não é possivel. Resta-nos seguir em frente e aprender com o passado.
Beijinhos

Carlos D disse...

se pudesse voltar atras
faria tudo aquilo que fiz
o que não fiz e outras tantas,
é a experiencia que nos diz
nos ensina nas caminhadas
desta vida pa se ser feliz

bjs e um sorriso

Pelos caminhos da vida. disse...

Primeira visita!

Me encantei com seu blog...

Ele emana muito amor...

Parabéns.

Uma tarde iluminada pra vc.



beijooo.

.*.Magia.*. disse...

O tempo é o que fazemos dele, e quando é ido, resta-nos o que aprendemos com ele.

Beijo para a "menina impulsos"

Beatriz disse...

Muitos dos teus poemas, confesso, gostaria de tê-los escrito. Como o de agora, que me tocou profundamente a alma.

Quedei-me na beleza deste verso: "Voltar àquela página
Que deixei em branco
E vasculhar os versos
Do poema que não te escrevi..."

É de uma profundade enternecedora!

Quisera eu também, amiga, muitas vezes, reescrever partes de uma história que foi marcada pela Poesia.

Deixo-te flores e estrelas tecendo sorrisos no teu caminhar, um beijo no coração, e o desejo de uma semana ensolarada de alegrias.

Iana disse...

Olá amigos (as) queridos (as), é tão bom estar de volta depois de uns dias longos de férias.... Obrigada por cuidarem bem de meu jardim em flores.... vocês todos são D++++ adoro-vos, de vossa doce rosa amiga, recebam um grande beijo doce e um forte abraço cheio de saudades! É bom saber que posso sair e ficar tranquila, vocês cuidam bem de nosso jardim, ele não ficou sozinho, isso é maravilhoso!

Com carinho sempre
Iana!!!

PS: Deliciei-me em cada palavras lidas... magnífico...

Carla disse...

magia em cada palavra...sentimento em cada frase...um todo para lermos e relermos com paixão
beijos

ZeManel disse...

Olá Cleo
Agora que retornado estou de férias (é verdade, desta vez vou começar a tabalhar a meio da semana...) e que os bons hábitos irei retomar, desde logo te vi visitar, ler e ouvir!
Visitar-te, ler-te e ouvir-te... é sem dúvida um excelentre tónico para reiniciar um novo ciclo ;))).
Escreves divinalmente e com uma subtileza adorável.
É sem dúvida importante o que escrevemos como também o é o que não escrevemos. Não poucas são as vezes em que a ausência da palavra escrita provoca a materialização de algo muito mais forte que a escrita jamais se permitiria alcançar...
Mas voltar atrás para "corrigir as rimas sem sentido" é coisa rara e, penso eu, fortemente desaconselhável. Do passado retiramos ensinamentos para o futuro de forma a que este nos seja mais risonho.
Adorei!!! ;))).
Bjs

Baraújo disse...

pudessemos volver tempo ido em tempo passado neste tempo presente...

mas os trilhos desenhados pelos nossos passos, já foram desenhados no mapa da vida... o que fazer quando erramos? ou nao fizemos o que agora achamos que teria sido melhor??? seguir em frente.. não há outro jeito, outra forma. apenas olhar em frente...

certo é, que talvez tenhamos aprendido algo...

mas as páginas brancas poderão ser sempre um dia escritass... e outras re-escritas... e outras... mantidas assim...

beijo terno.
grande musica

Vera disse...

Eis um poema que gostaria de ter escrito! Belíssimo Cleo!

Beijinhos de férias ;)

O Profeta disse...

FAbuloso post...


Doce beijo

gasolina disse...

Que dizer-te?
São sentires escritos, intemporais.
Quem revela a intimidade na escrita é corajoso.

Um beijo.

Lindo.

as velas ardem ate ao fim disse...

Levaste me as lagrimas.

bjo grande

SAM disse...

Amiga Cleo,

Suas poesias são fantásticas. Soam belas, sensíveis, doces e nuas. Encarnam os sentimentos mais humanos que nos habitam. Entramos e nos encontramos em seus textos poéticos.


Grande beijo

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Impulsos. Vim aqui apenas para lhe desejar um ótimo dia.

Beijos mil! :-)

______________•____________•________________
;,,,_____________`._________.´____________,,,;
“Y888888bo.._______:______:______..od888888Y“
__8888888888b..____:_____:____.d8888888888
__88888Y“__`Y8b.____`___´___.d8Y“__`Y88888
_Y88888__.db.__.Yb.__“.__.“__.dY.__.db.__8888Y
___`888__Y88Y____¨b_(?)_d¨___Y88Y__888´
____888b___“““ _______(.)_______“““__.d888
___Y888888bd8g.““__.....“:“.....__““.g8bd888888Y
_______“Y“___.8.___....d(?)b....___.8.___“Y“
________.!__.8“_.db_.d..“:“..b._db._“8.__!.
__________d88__“__.8_(.)_8.__“__88b
________d888b__.g8._.(?)._.8g.__d888b
_______:888888888Y“______“Y888888888:
_______“!_8888888´________`8888888_!“
_________“8Y__`“Y__________Y“´__Y8“

Dois Rios disse...

As vezes dou umas olhadas pelo retrovisor e tenho ímpetos de querer voltar atrás e reescrever algumas histórias, ainda que eu saiba que o que sou hoje é o resultado de tudo que eu vivi em dores e alegrias.

Lindo poema!

Beijos,
Inês

Afonso disse...

lindo.. adorei o teu poema...

aproveito para dizer que estou de volta por estas bandas..

continuo a postar no meu blog: afonsbastos.blogspot.com

no entanto as minhas fotos poderão ser agora vistas no meu novo blog: afonsobastosfotografia.blogspot.com

aguardo a tua visita :)

Do Jeito Que Eu Sou disse...

quantas rimas dos meus versos sem sentidos desse estranho poema que é o meu passado eu gostaria de mudar....ele foi vivido, foi ofertado aquele que nao soube compreender...ele foi tocado, foi apreciado, e logo depois se perdera no vazio de um coraçao que nada sabe sobre versos, nem rimas.
o tempo... este justiceiro que nao me permitiu voltar para organizar as palavras desses velhos versos, me ofereceu um horizonte a frente e me deu folhas novas para que eu pudesse compor com as melhores palavras um novo poema de amor que podera sem lamentaçoes se eternizar em minha alma.

grande beijo

Desnuda disse...

Beijos com perfume de rosas, querida Cleo!

Blood Tears disse...

Como palavras tão simples e singelas, se juntam com mestria para dizer algo tão belo!!!!

Adorei!

****s