Não sei quantas de mim
Tenho
Quando para trás olho
E são tantas de mim
As que vejo

Se fossem almas
Estaria morta...

Mas não são almas
As que encontro
Nesse ontem
Dos enganos
E desenganos

São outras de mim
Que lá deixei
Bem vivas
Numa vida
Que matei!

3 impulsos:

Sonhadora disse...

Minha querida
Um poema lindo...tecido em belas palavras.

São outras de mim
Que lá deixei
Bem vivas
Numa vida
Que matei!

Como me tocou fundo.

beijinhos
Sonhadora

Vício disse...

não são "quantas de ti" mas sempre TU por seres um ser capaz de mutações e adaptações

Eduarda disse...

São tantos os impulsos que te ti saem que ando sempre na tua busca, para apreciar e saborear as tuas palavras.

bj