Afogo as mágoas
Neste copo
Sem fundo
Que me engole
A alma
Até à última gota...

Como águia
Ferida de morte
Desço a pique
Num mergulho
Vertiginoso
Rasando a vida
Por um fio...

Anoiteço e amanheço
Com um só
Pensamento
E são tão fortes
As pancadas deste martelo
Que me dilacera
O cérebro
Que me endoidece!
E bebo...
Bebo para o esquecer

A minha companhia
É a mesma de sempre
O ópio que me domina
E... Eu mesmo!
Envolto em brumas
Que me turvam os olhos
Empardecendo-me o caminho
De todos os dias

E tudo o que quero
É afinal tão simples
Esquecer...
Esquecer tudo
Tudo!

Esquecer até
... que existo!...

6 impulsos:

sonho disse...

Há dias em que é isso que apetece...esquecer tudo e todos...até esquecer de nos mesmas...
Beijo de um anjo

Gata Verde disse...

Era bom termos esse poder de desligar...

A.S. disse...

Venho deixar-te um terno e doce beijo... de SAUDADES!!!

segredo disse...

Hoje tb eu queria esquecer k existo...
Beijinho de lua (solidario)*.*

serpicon disse...

Estou lá dentro.............
Dentro das tuas palavras....
Mas não consigo fazer que existo.
Ha dias assim.............
Um beijinho

ZeManel disse...

Lindo...
Como sempre!
Bjs ;))