Às vezes
Não é preciso dizer nada...

Os olhares cúmplices
E as mãos entrelaçadas
Dizem o tanto
Que o silêncio afaga...

E as bocas
Permanecem caladas
Para que se não gastem
Os verbos importantes
Que mais tarde
Nos poderão fazer falta

Noutras conversas...
Noutros instantes...

Onde o silêncio
Por si só
Não bastará

E aí
Urge falar
A verdade!

Aquela verdade
Límpida
Pura
E cristalina
Como a água

Do sentimento
Que se esconde envergonhado
Por detrás de um beijo molhado...

... dos nossos corpos suplicantes
Dos nossos gestos nus
E dos nossos olhares mudos

De desejos
Inconfessáveis...

9 impulsos:

JuvePP disse...

Olá Cleo, como sempre profundo.
Bei9jinhos

Moreno disse...

li, reli, ...

na maioria dos casos, são vãs as palavras para traduzir o que se sente...

beijo

sonho disse...

O silencio de dois olhares...dizem muito mais que mil palavras...:)
Beijo de um anjo

Secreta disse...

Por vezes as palavras não são necessa´rias , e então , guardamo-las cuidadosamente , à espera da sua oportunidade para se fazerem valer :)

A Magia da Noite disse...

às vezes os silêncios dizem-nos tudo, basta saber escutá-los.

segredo disse...

Realmente ha momentos em k nao é necessario palavras:)
Beijinho de lua*.*

saudade disse...

Há momentos que não é preciso dizer nada, os olhares dizem tudo o que se quer ou não ouvir.
O olhar transmite tudo o que nos vai na alma.
Bjs
Saudade

Sandra. disse...

:))

só passo pa dizer kés uma pessoa linda :))

bexinhuuuuuuuuuuuuus muis

frank verlag disse...

Os desejos devem ser sempre confessáveis. Pois......