Preso aos fantasmas...



Algures entre o que foi e o que queria ser
Perdeu-se no caminho da razão...
Abandonou os sonhos
Por causa de uma promessa
Que não passava de ilusão...
Hoje vagueia no vale das sombras
Meio morto...
Ausente do mundo
Preso na teia da alucinação
Arrastando as pesadas correntes
Que o prendem aos fantasmas
Da sua triste condição...

20 impulsos:

Secreta disse...

Quantos de nós estamos presos a um qualquer fantasma ?
Precisamos urgentemente combatê-los...
Beijito.

juvepp disse...

Olá Cleo,
Não Há dúvida que o desânimo, a falta de alegria e de entusiasmo pela vida tomaram conta deste siujeito poético e como tal "vagueia no vale das sombras" e mais do que "meio morto" é um ser "ausente do mundo" por estar preso a "uma corrente de alucianações". è um ser poético que precisa de descobrir a alegria da vida. Beijinhos. Fica bem aqui ou ali

Dias... disse...

Tenho aprendido que essas grelhas podem ser asas.

Regressas ao registro que prefiro, quando as palavras suplantam os sons.

Beijo

VICIO disse...

acontece a quem não sabe controlar o querer.
uma insatisfação pessoal torna-se dona e começa a valer tudo para ser algo que seja diferente de si mesmo.
tal como uma ave terreste querer ser uma gaivota sem se lembrar que em alto mar não tem onde pousar! será que vai conseguir aprender a nadar?

mas que importa isso tudo, se aos olhos dos da especie se torna um exemplo de coragem?
a coragem que talvez não exista para voltar atrás...

Brain disse...

E quando esses fantasmas,
Não passam de imaginação,
E as amarras são camas,
Onde nos deitamos em resignação?

Nos olhos há que olhá-los,
Com olhos de quem realmente quer ver,
E assim apurar que para eliminá-los,
Para definitivamente aniquilá-los,
Apenas de nós vai depender.

Pois enfrentemos-los então,
A todos eles façamos frente,
Com a nossa maior arma: a razão,
E voltemos de novo, a ser gente!

Impulsos,
Excelente!

Beijo.

Bia disse...

Fantasmas todos temos, mas os que nos perturbam mesmo são as nossas ilusões muitas vezes feitas de nada... aí perdemos o sentido e vagueamos até nos iludirmos outra vez.
Um beijo

Daniel Aladiah disse...

Querida Cleo
Os fantasmas sempre nos perseguem, mas não precisamos de os temer, pois somos nós quem pode comandar a nossa existência, apesar de tudo.
Um beijo
Daniel

ci disse...

Todos nós temos fantasmas que nos perseguem...temos é que cada dia aprender a lidar com eles...:)

beijos incomuns da ci

Paulo Afonso disse...

Um olhar para os esquecidos da sociedade... ou não!
O poder da razão que se perde em tantas ilusões... ou não!
A beleza da pureza da tua escrita... sim,sim,sim!

Um abraço preso aos fantasmas
e um beijo solto á Poetisa

PS.: Admiro os poemas do Pedro Abrunhosa

SAM disse...

Quem de nós não arrasta correntes? Nossos fantasmas são as nossas próprias sombras. Entretanto, embora muitas vezes nos pareçam tão gigantescos ou numerosos, a vida nos faz maiores. Por diversas vezes não sabemos a dor maior: se a perda das ilusões ou se a necessária razão.


Um grande beijo querida.

Vertigo disse...

'e nas noites brilhantes as palavras voavam'

é como aqui :)*

bem hajas minha querida impulsos,beijinho grande..

José Alberto Mostardinha disse...

Olá Cléo:

Numa palavra... TOLO!

Um beijo,

A. Jorge disse...

Excelente post!
O video do Pedro Abrunhosa foi a primeira vez que vi!
Quanto ao poema, está simplesmente fantástico!

Abraço

Jorge

Sleeping_Angel.69@Hotmail.com disse...

Sonho meu!
Utopia? Talvez!
Suspiro doce da alma...
Silêncio eterno.
Um crer, num querer impossível,
Retalhos de tudo o que não é!
Realidade inalcançavel,
Outra não tenho em mim.
Sonho... só meu!

Desejo inconfessável!
AMOR, mal-me-quer, bem-me-quer?

Lua, tu que me sussurras,
Ultima a abandonar-me, diz-me:
Amas assim como eu?

su disse...

A isso é que se chama sobreviver em vez de viver...apatia vital.

Um beijo em fio da Teia.

serenidade disse...

Quantos de nós nos deixamos, enveredar por caminhos sombrios, presos por promessas de luz efémera, acreditando que um dia essa luz virá e não haverão trevas... vivendo na triste condição de um presente ilusório...

Serenos sorrisos

suruka disse...

Fazes-me sempre reflectir.

Entre o que fui e o que queria ser
perco-me no caminho.

Sempre interessante que és.

bjs

Carlos D disse...

perseguir a sombra
quando o sol esta a frente
e querer recuar às cegas
ou virar as costas
a quem nos ilumina

bjs e um sorriso

In Loko disse...

Sabes Cleo há fantasmas e fantasmas, eu obviamente tenho os meus, e dou-me melhor com os fantasmas bons (recordações, lembranças, acontecimentos, etc), com estes dou-me maravilhosamente bem... quanto aos outros, de negras máscaras... pura e simplesmente dispenso, ponho-os na lata do lixo cerebral. Tapo-a hermeticamente para não me chatearem! Beijinho grande...

Vity disse...

Ola....

Que triste esta realidade...

É tão facil acontecer ... é tão facil deixarmo-nos prender a sonhos...a ilusões ... acreditar e viver para eles ...
E, depois ... bem... depois deixamo-nos arrastar pelas correntes que nós proprios criamos...

Triste realidade...
Beijo
Vity